Treinamentos em segurança

A aplicação de treinamentos é a forma mais inteligente de assegurar o preparo adequado para os profissionais de segurança. Entenda mais sobre o assunto.

O trabalho preventivo e inteligente é a maneira mais adequada de garantir a segurança das pessoas e do patrimônio de um determinado ambiente. E, com o treinamento adequado, um profissional da área de segurança consegue executar essa função da forma correta.

Porém, a verdade é que, quase rotineiramente, presenciamos vigilantes agindo de maneira equivocada e causando desordem em diferentes locais, como bancos, shoppings, supermercados etc. Fatos que, infelizmente, só demonstram a limitação técnica e a falta de treinamento desses profissionais.

Para que você entenda melhor, preparamos este artigo abordando os principais pontos sobre o assunto: nível dos treinamentos de segurança no Brasil, importância do treinamento, benefícios, entre outros. Continue com a gente e confira. Boa leitura!

Qual o atual padrão dos treinamentos de segurança no Brasil?

Como mencionado, constantemente acompanhamos em telejornais e sites reportagens sobre vigilantes de lojas, bancos, etc. que agiram de forma imprudente e até amadora em situações corriqueiras.

Um caso com grande repercussão, por exemplo, foi o do segurança de um supermercado em Osasco, na grande São Paulo, acusado de espancar e envenenar uma cadela. Segundo as investigações da polícia, o crime teria ocorrido porque os gerentes do estabelecimento teriam mandado o profissional de segurança se livrar do animal.

Outra situação emblemática, e ainda mais recente, aconteceu em fevereiro de 2019, Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, em que um segurança, também de um supermercado, sufocou um jovem de 19 anos até a morte.

Na ocasião, o vigilante Davi Amâncio alegou que a vítima teria tentado roubar a sua arma, obrigando-o a entrar em luta corporal com o mesmo. Assim como no primeiro caso, o reflexo nas redes sociais e telejornais foi grande, com a maior parte da opinião pública criticando a ação dos profissionais de segurança.

É possível enumerar diversos casos recentes e mais antigos que denotam o despreparo e o pouco treinamento de vigilantes e seguranças no Brasil.

Esses fatos só demonstram uma precariedade no nível de treinamento aplicado em profissionais do setor. Trabalhadores que deveriam ser especialistas em proteger patrimônios, mas acabam agindo de forma inconsequente e completamente amadora.

Por que o treinamento em segurança é tão importante?

A importância do treinamento em segurança vai muito além da obviedade. Uma preparação técnica é essencial para assegurar que o profissional tenha máxima precisão no dia a dia, evitando equívocos que podem desencadear prejuízos maiores.

Quanto mais bem preparado um vigilante melhor ele executará a sua função. Isso é um fato. O grande problema é que muitos “especialistas” não apresentam o mínimo de conhecimento para executar a função.

Está claro que as situações apresentadas no tópico anterior aconteceram muito em razão do pouco preparo dos vigilantes, que se viram com mais dúvidas do que certezas durante as ocorrências.

É importante que tanto as empresas de segurança quanto as contratantes dos serviços entendam que o baixo desempenho dos trabalhadores pode resultar em prejuízos financeiros, perda de credibilidade, ações judiciais e até em paralisação das atividades.

Criar um roteiro de treinamentos periódicos, com normas e práticas a serem aperfeiçoadas, possibilita uma equipe mais alinhada e pronta para entregar um serviço de alto nível em segurança.

Quais conhecimentos são essenciais em treinamentos de segurança?

A aplicação de treinamentos e preparações específicas resultado em um trabalho diferenciado e de alto nível. Mas que tipo de conhecimento é essencial para um profissional de segurança patrimonial? Continue lendo e conheça alguns fatores indispensáveis.

Conhecimento da função

Para desempenhar a sua função com extremo preparo, o profissional deve ter o máximo conhecimento sobre a atividade. Esse é um fator essencial e um dos tópicos básicos de qualquer treinamento e formação em segurança.

Reconhecimento sobre o local de atuação

Outro ponto abordado em um treinamento em segurança é a obrigatoriedade do vigilante em reconhecer o seu local de ação. O profissional deve compreender todos os aspectos físicos, organizacionais e rotineiros do ambiente de trabalho, facilitando a sua atuação quando necessário.

Postura diária

A postura e a apresentação diária influenciam diretamente no desempenho da função do segurança e na confiabilidade que o mesmo passa para o público ao redor. Por isso é imperativo que ele saiba se portar durante o exercício da atividade.

Conduta durante uma ocorrência

Durante uma ocorrência o vigilante deve agir sempre de forma imparcial e impessoal, demonstrando profissionalismo e expertise em segurança. Toda ação precisa ser executada com técnica, autoridade e inteligência.

Criação do registro de ocorrência

O profissional de segurança também precisa ser capaz de registrar formalmente uma ocorrência, retratando fielmente os aspectos essenciais da situação. Essa burocracia é necessária para as resoluções administrativas.

Aqui também o vigilante é direcionado a primar pela imparcialidade, registrando apenas os fatos ocorridos sem nenhum tipo de conclusão pessoal.

Quais os benefícios em manter os profissionais da área sempre treinados e atualizados?

Quando a empresa investe em treinamento e aperfeiçoamento técnico da equipe de segurança ela tende a colher bons frutos em médio e longo prazo. Afinal, pessoas competentes executam melhor suas funções e são mais produtivas. Conheça outros benefícios.

Passa a lidar melhor com o público

Com o aprimoramento das habilidades técnicas e conhecimentos, o profissional de segurança se sente mais seguro no dia a dia. Com isso, ele passa a lidar melhor com o público ao seu redor, independentemente da situação.

Eleva a segurança no estabelecimento

Estando mais bem preparado, o vigilante se torna mais estratégico, agindo apenas na hora certa e da maneira mais indicada. Em um novo patamar de conhecimento ele consegue melhorar consideravelmente a segurança do local.

Diminui o número de erros

As decisões equivocadas são as maiores preocupações das empresas em relação aos profissionais de segurança. E, claro, com maior conhecimento, o número de erros também diminui.

Enfim, a presença de um profissional de segurança é essencial para manter a tranquilidade do local e desestimular a prática de ações antissociais ou delituosas. Porém, vigilantes que espancam cachorros e pessoas ou mesmo que fazem uso de arma de fogo em idosos que não representam perigo não devem existir. É preciso investir em treinamento e preparo a fim de assegurar um trabalho preventivo adequado.

 

Alexandre Vila Nova

ICTS Security
Está na ICTS desde 2002, atuando na área de gestão de Riscos e Segurança, com foco em projetos de Segurança Patrimonial, Prevenção e Redução de Perdas no Varejo, Tecnologias de Segurança e Gestão de Riscos Corporativos, Blindagem de Processos, Sistemas de Segurança Eletrônica, Segurança Física de Instalações e Equipes de Vigilância.

Publicações

Relacionadas

Deseja ficar por dentro de nossos conteúdos?

Cadastrar

Única consultoria Pró-Ética por 4 vezes consecutivas.

Visite o site da CGU - Controladoria Geral da União.